top of page

Vila Isabel leva fé no samba que apresentará as festas do Brasil e do mundo


Com a quadra tomada por componentes e torcedores apaixonados, a Unidos de Vila Isabel escolheu neste domingo o seu samba para o Carnaval 2023, quando cantará o enredo "Nessa Festa, Eu Levo Fé!", do carnavalesco Paulo Barros.


Entre três obras finalistas, peneiradas a partir de 12 inicialmente inscritas, a Azul e Branca optou pela composição da parceria liderada por Dinny da Vila (identificada ao longo do concurso, iniciado em setembro, como samba 13). Também assinam o hino os compositores Kleber Cassino, Mano 10, Doc Santana e Marcos.


Os versos escolhidos vão ilustrar a proposta de levar à Sapucaí uma ode às festas de cunho religioso que mobilizam populações do Brasil e mundo afora.

O presidente de honra da Vila Isabel, Ailton Guimarães Jorge, e o presidente executivo, Luiz Guimarães, receberam a diretoria da LIESA, representada pelo presidente Jorge Perlingeiro; o vice-presidente, Hélio Motta; o diretor Jurídico, Fernando César Leite; o diretor de Carnaval, Elmo José dos Santos; e o diretor de Marketing, Gabriel David. O presidente da Riotur, Bruno Mattos, o presidente da Viradouro, Marcelinho Calil, e o Rei Momo, Wilson da Costa Netto, também prestigiaram a festa.

Antes da disputa de sambas, a Unidos de Vila Isabel prestou uma homenagem ao intérprete José Geraldo Cavalcante, o Gera, um dos heróis do título de 1988, quando defendeu na Avenida o clássico “Kizomba, A Festa da Raça”. O palco da quadra recebeu o seu nome.


O resultado foi anunciado pelo presidente de honra da Vila, Aílton Guimarães Jorge. O dirigente destacou o samba como uma grande promessa para a temporada e disse ainda que a disputa "não deixou perdedores", num elogio às outras duas obras finalistas.


Também participaram do evento Moisés de Carvalho, diretor de Carnaval da escola. Entre as presenças ilustres celebradas pelo público, a rainha de bateria Sabrina Sato e Paulo Barros atraíram a atenção por onde passaram. No palco, o intérprete Tinga e o mestre de bateria Macaco Branco garantiram a trilha sonora de sambas clássicos que embalaram um show de segmentos da agremiação.


Foram destaque ainda o bailado do casal de mestre-sala e porta-bandeira Marcinho Siqueira e Cris Caldas, bem como a dedicação ao samba no pé por parte das musas Dandara Oliveira, Andréa Andrade e Paula Bergamin.


No ano que vem, a Vila Isabel será a terceira Escola a desfilar na Segunda-feira de Carnaval, em 20 de fevereiro.





Comments


bottom of page